Mandala

significado mandalaO significado Mandala tem a ver principalmente com círculo. Além desse, possui outros significados secundários que veremos mais adiante.

De modo geral este símbolo refere a diagramas geométricos de rituais. É comum observarmos uma mandala demonstrando uma característica vantajosa divinal.

Enquanto isso é possível também encontrar esse símbolo na forma de manifestações contemplativas e místicas, principalmente em rituais do budismo, do hinduísmo, do tantrismo e no psicofísico.

A representatividade e simbolismo dessa figura remete desde o oriente ao ocidente as ideias de cura, de harmonia, de cooperação e integração e de uma unidade.

Esta também relacionada com os estados superiores da consciência e da iluminação espiritual e divinal. É muito comum nos rituais que buscam a concentração através de uma meditação extrema.

Este símbolo é bastante conhecido e amplamente utilizado na cultura e na religião dos povos. A ciência também faz uso dela, como a psicologia e até a arquitetura.

Veremos a partir de agora o significado Mandala e as suas interpretações.

Simbolismo e Significado Mandala

História

A história da Mandala remonta a praticamente o século VIII a.C. e tem relação direta com a religião budista que era praticada no Japão e também às práticas culturais e religiosas no Tibete.

Ela é tida como uma yantra, que pode significar um emblema ou instrumento.

É por estas razões que o budismo japonês e as práticas religiosas no Tibete comummente utilizam mandalas como instrumentos.

O intuito é adquirir uma concentração pura e chegar a um estado superior de extrema meditação.

Cultura e Religião

É muito comum em diversos países encontrarmos antigas pinturas rupestres expressando de forma cultural e também religiosa as práticas através de mandala.

Como parte da cultura, na China encontramos esse símbolo no Yin e Yang, e na Índia através dos yantras.

No Tibete temos as formas de thangkas, e entre os índios eram comummente utilizadas nos rituais artísticos e também de cura.

Durante muitos séculos também se viu este símbolo nas obras de artes sacras existentes em diversos países.

Budismo

Para o Budismo a Mandala representa um diagrama. Este por sua vez simboliza uma mansão sagrada, ou mesmo um palácio para habitação divina.

Para esta religião, elas são criados utilizando metal ou madeira, recebendo uma pintura semelhante às thangkas.

Em alguns casos também é utilizada areia colorida com a qual se constrói sobre uma plataforma. Após os rituais, a areia é dispensada em um rio no sentido de que sejam espalhadas as bençãos.

Psicologia

Por incrível que pareça, a Mandala também tem hoje aplicação na psicologia. Carl Jung, que é um psicoterapeuta e também psiquiatra, afirma que ela é um self, ou seja, o centro.

Em suas palavras, este símbolo é capaz de descrever a personificação ideal da psicoterapia. Dessa forma é possível compreender a personalidade das pessoas de forma individualizada.

Yoga

É bastante utilizada na Yoga para ajudar a encontrar o estado ideal de meditação. Além disso, pode ser uma imagem de visualização mental enquanto se pratica.

Os praticantes afirmam que as forças interiores e suas energias são melhor organizadas quando se utiliza este símbolo em suas meditações.

Arquitetura

Até os arquitetos utilizam a mandala nas suas obras arquitetônicas. Elas são facilmente percebidas nos templos do budismo e não mesquitas dos muçulmanos.

Basta lembrar de uma estrutura circular construída no centro da edificação, ou mesmo, uma edificação erguida em volta de um centro circular.

Não é apenas no budismo e no Islamismo que encontramos este símbolo. Pode parecer irreal, mas também é possível encontrar este símbolo dentro de igrejas cristãs.

Basta lembrar das rosáceas tão comuns em algumas dessas igrejas.

No Continente Americano

No continente americano também encontramos usos de mandalas. Por exemplo, nos Estados Unidos os nativos navajo as utilizam em rituais espirituais.

Esses rituais são longos e não duram menos que cinco dias, mas também não passam de dez dias. São muito parecidos com os rituais tibetanos.

Especificamente na América do Sul, os antigos povos Astecas e Maias utilizavam como calendários em formato circular. Esses calendário eram vistos pelo povo como cronometria e expressões de sua religião.

Tatuagem

Também é comum as pessoas fazerem tatuagens em seus corpos com as mais variadas mandalas. Não existe assim um padrão e a ideia é diferenciar.

Essa diferenciação é que poderá despertar as sensações mais diferentes possíveis nas pessoas que possuem a tatuagem e nas que observam.

E então, já ficou a conhecer o significado Mandala e os seus diferentes simbolismos, desde históricos, religiosos, etc…?

Deixe nos comentários abaixo a sua opinião ou dúvida sobre o conteúdo do artigo.

Mais Artigos Para Si
Leia Mais >  Símbolo Capricórnio

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *